sábado, 6 de março de 2010

Quem Diria?! - Medalhas feitas de Lixo Eletrônico!

Fonte: Sustentamania e Setor Reciclagem
Para fazer as medalhas que serão entregues aos campeões dos Jogos Olímpicos de Inverno 2010, o comitê dos jogos de Vancouver (VANOC) extraiu ouro, prata e cobre do lixo eletrônico, a forma de lixo que mais cresce entre os resíduos sólidos. De acordo com os organizadores, esta iniciativa ocorreu para cumprir um dos três pilares Olímpicos, o da sustentabilidade.
As mais de 1.000 medalhas vão recuperar 2.05 Kg de ouro, 1,950 Kg de prata e 903 Kg de cobre deste tipo de lixo. A maior quantidade de prata se justifica pois cada medalha de ouro recebe cerca de 92% do material e apenas 8% de ouro. De acordo com a Scientific American, as medalhas tem cerca de 100 mm de diametro, seis mm de profundidade e pesam cerca de 550 gramas.

O lixo eletrônico (ou e-lixo), compreende todos os dejetos eletrônicos, desde televisores até computadores descartados. De acordo com o estudo E-Waste Problem Grows (O problema do E-lixo cresce, em tradução livre), publicado na revista Live Science, só nos EUA há mais de 1,36 milhão de toneladas métricas de lixo eletrônico jogados a céu aberto. A Teck Resources, que está fazendo as extrações para o VANOC, planeja retirar 15 mil toneladas de lixo eletrônico dos depósitos neste ano.


Legal, não é? A iniciativa é parecida com aquele prêmio de F1 no Brasil [ver tópico], na qual foi produzido um troféu reciclado com os resíduos do lixo recolhido da própria corrida!

É isso.
Flws e T+!

Nenhum comentário:

Postar um comentário