sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

#PLANTÃO - Nota de Esclarecimento da Arquidiocese de São Paulo

Olá a todos vcs.
Hj, foi publicada no site da Arquidiocese de São Paulo uma nota de Esclarecimento sobre o fechamento da sede do Reciclázaro na Praça Cornélia, tbm ponto de coleta de materiais.

Segundo a nota, a notícia é falsa e não passa de especulação. A Associação Reciclázaro irá então continuar na Praça Cornélia!

Não trato assuntos como esse na brincadeira. Principalmente este. Esta Nota, reflete bem o futuro do Reciclázaro. A iniciativa vai continuar; e forte;
Não tinha como ter informações oficiais na hora, a não ser do próprio padre, que deu a notícia de que a igreja não iria mais aceitar material reciclável, sendo que os próprios que trabalhavam na coleta dele estavam na ativa, mesmo no dia 26. E claro, tive que procurar informação.
Mas se é desejo continuarem com a iniciativa, acho muito bom, muito legal! E achei muito legal por parte da Arquidiocese, fazer uma nota de esclarecimento oficial quanto a isso.

E então, mesmo que fosse apenas especulações, havia até abaixo-assinado contra o fechamento. As pessoas estavam se perguntando: ué?

O Blog Reciclagem Brasil agradece à Arquidiocese, e se possível, estaremos aqui, noticiando qualquer eventualidade.

Nota de Esclarecimento

31/12/2010

A Arquidiocese de São Paulo esclarece, tendo em vista notícias difundidas sobre a suposta desativação da Associação RECICLÁZARO, na Paróquia São João Maria Vianney (Região Lapa desta Arquidiocese), o que segue:

1. Não houve nenhuma decisão da Autoridade Arquidiocesana sobre a desativação do RECICLÁZARO; tais notícias, portanto, são falsas e não passam de especulação;

2. A transferência do atual Pároco, Pe. José Carlos Spínola, da Paróquia S.João Maria Vianney para outra Paróquia é uma decisão pastoral da Arquidiocese e faz parte normal da prática eclesial; os padres, de tempos em tempos, são transferidos e recebem novas missões. Tal decisão, porém, não implica na desativação da obra social do RECICLÁZARO.

3. Deseja a Arquidiocese que sejam apoiadas as obras sociais ligadas à Igreja, e constituídas de maneira adequada, para que possam beneficiar da melhor forma os pobres e demais pessoas necessitadas de nossa cidade.

São Paulo, 31 de dezembro de 2010

Cônego Antonio Aparecido Pereira

Vigário Episcopal para a Pastoral da Comunicação



Nenhum comentário:

Postar um comentário