terça-feira, 4 de janeiro de 2011

#UHUUL - Casa de Papelão

Fonte e Imagem: Agência USP de Notícias

Casa... de Papelão?!?!?!
Isso msm. Exatamente o que vc leu.

Bom, a USP começou a desenvolver uma pesquisa inédita por aki, que começou inclusive, no Japão. Mas, pq o Papelão? Bem, pois é um material leve, e isso conta muito a favor, proporcionando muito mais rapidez numa obra.



Pesquisas com a utilização do produto, conforme o site 'Agência USP De Notícias', é o Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da USP.

DESCREVENDO O EXPERIMENTO
Segundo Gerusa Salado, arquiteta e doutoranda da própria EESC\USP, os pesquisadores fizeram uma célula-teste, uma 'contrução experimental' como é descrita, na forma de 1 cubo, com a medida 3x3x3 Metros, equivalente ao volume de 27 m³ (ou metros cúbicos, como preferirem)

Numa das paredes, há uma porta, e em outra, uma janela. Nas outras 2 paredes, não há qualquer tipo de abertura, ou seja, são as chamadas 'Paredes Cegas'.

Inicialmente, a pesquisadora desenvolveu as vedações, segundo ela, o objeto principal da pesquisa. Conseguiu construir 1 parede linear, com tubos de 10 cm de diâmetro, sem resina ou impermeabilizantes. A estrutura pôde suportar 5t. Com a resina e impermeabilizantes, 6t. Tbm foi constatado, que o material pôde resistir às chuvas fortes.

Qto ao fogo, o material ainda vai ser avaliado em pontos como: 'Se houver um incêndio, a pessoa conseguirá sair ilesa?' 'O fogo irá se espalhar muito rapidamente?

VANTAGENS (até agora, lembre-se, o experimentro está em fase de PESQUISAS!!!)
Pode-se apenas fazer o uso de uma fundação apenas superficial e não subterrânea;
O material é leve, portanto a construção com o material é bem mais rápida;
Os tubos de papelão são ocos, facilitando a instalação de sistemas hidráulicos e/ou elétricos;
Facilidade para montar (e desmontar)

Hmm, interessante. E pelo que parece tudo é favorável às pesquisas. O futuro do material é sem sombra de dúvidas, muito promissor.

Bom, é isso.
Flws e T+!

Nenhum comentário:

Postar um comentário