quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Avião a Biocombustível? Sim, ele já chegou!

Sim, até os aviões já são movidos por biocombustível, assim como fazem os carros bicombustíveis brasileiros, que são reconhecidos no mundo todo como uma alternativa eficaz para se compensar as emissões de dióxido de carbono.

No Brasil, a AZUL, Companhia Aérea Brasileira, fez um voo de demonstração até o Rio de Janeiro, em meados do ano passado, quando aconteceu a conferência do Rio+20, no projeto entitulado como Azul+Verde, feito em parceria com a Embraer e também a General Electric (GE). Segundo a companhia, como o combustível é muito semelhante ao combustível já usado nas aeronaves, não há qualquer necessidade de adaptação. Além, de que o combustível é à base de Cana-de-Açúcar! Ressalta dizer, que além do combustível de uma aeronave ser especial, é fóssil  - (Querosene de Aviação) Segundo muitas companhias, o combustível é um dos fatores responsáveis pelo preço das passagens.

Enquanto a Companhia Aérea AZUL utiliza um querosene à base da cana de açúcar, a fabricante de aviões europeia AIRBUS também inicia a sua tacada com os combustíveis verdes, que estão sendo desenvolvidos após parceria e acordo firmado com a SINOPEC, maior petrolífera chinesa, e que está desenvolvendo um combustível especial.

Segundo os próprios chineses, o processo para certificar o produto, já deve sair em um ou dois anos. Os chineses estão combinando alguns combustíveis de origem vegetal em Shanghai. E estão obtendo resultados satisfatórios.

Este é o futuro das aeronaves, cuja meta almejada é certamente diminuir as emissões de Gás Carbônico, ainda causadores do temido Efeito Estufa.

Obrigado pela atenção,
Flws e T+!

Nenhum comentário:

Postar um comentário